domingo, 19 de junho de 2011

Designer cria jardim hidropônico modular para cultivo de hortaliças

Window Agriculture: O projeto é uma forma alternativa para a prática da agricultura urbana, em locais onde não há jardins ou varandas. (Imagem:Divulgação)
 
Horta na janela é um dos nomes usados para caracterizar um jardim de alto rendimento, vertical, hidropônico, modular e de baixo consumo energético. O mesmo nome pode ser aplicado a todas as ideias que procuram transformar janelas em locais adequados para o plantio de flores, verduras e hortaliças.
Os jardins internos são construídos usando materiais de baixo impacto ambiental ou reaproveitados. Eles normalmente são projetados para casas e ambientes escolares permitindo o crescimento durante o inverno. 
Existem diversas maneiras de se construir uma horta hidropônica caseira; desde mais simples como reaproveitando garrafas PET, até as mais elaboradas, como a que o designer mexicano José de la O desenvolveu.
O sistema criado pelo designer utiliza potes de plástico, com forma poligonal, fixados às janelas. Cada recipiente tem um sistema de drenagem, deste modo o excesso de água de uma unidade é levado para a próxima unidade e assim sucessivamente. Mesmo conceitual, o projeto serve de inspiração.
Este tipo de plantação conecta a pessoa ao alimento e permite a escolhas dos nutrientes usados nas plantas que posteriormente vão virar comida. É um contato mais próximo ocorrido entre os sistemas vivos, em que as plantas não são usadas apenas como efeite. 
Qualquer janela pode ser transformada. É uma forma alternativa para a prática da agricultura urbana, onde não há jardins ou varandas ao redor. 
Antes do início do último milênio, a maioria dos alimentos e da pecuária eram produzidos em áreas rurais, e depois enviados para as grandes cidades. A cidade depende do meio rural para se alimentar. Por isso, a imensa quantidade de habitantes em áreas urbandas transformou o modo como os alimentos são produzidos. 
Em vez dos agricultores locais crescerem em uma pequena escala, a agricultura é feita em massa, o que significativamente polui o meio ambiente, principalmente pela utilização de agrotóxicos. Com a prática da agricultura urbana, o morador da cidade pode garantir a necessidade alimentar e econômica num determinado nível, mesmo que a exclusividade nesta produção não seja suficiente.
Com novas alternativas as pessoas podem começar a produzir seus próprios alimentos. Assim, talvez a agricultura fora da cidade seja usada para outros fins. O ideal seria que a maior parte dos alimentos pudessem ser produzidos dentro de um ambiente urbano, especialmente em ambientes fechados.
O projeto desenvolvido pelo mexicano pretende explorar todas as maneiras acessíveis de um morador da cidade usar recursos internos, como a luz do sol, para fazer crescerem os seus próprios vegetais.
Redação CicloVivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário